Euforia que Dorme com Morcego Acorda de Cabeça para Baixo

Mercados encerram a quarta-feira perto da estabilidade, ponderando uma série de forças divergentes. Bolsas europeias encerraram predominantemente no vermelho diante de escalada dos yields e pressão por realização de lucros.

O Índice Bovespa superou hoje a marca dos 80 mil pontos pela primeira vez em sua história. Chegou aos 80.222 pontos, mas fechou um pouco abaixo da marca história, aos 79.821 pontos, em alta de 0,01%.

Apesar disso, o principal referencial do mercado de ações brasileiro está longe do pico de 73.516 de 20 de maio de 2008 se for considerada a inflação do período. Considerado a inflação dos últimos 9 anos, o índice deveria estar em 125.191 pontos, segundo cálculos da Economática, usando como reverência o IGP-DI da Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Se for considerado o índice corrigido, o Ibovespa ainda teria de subir mais 56% para voltar ao nível de 2008. Ou seja, o mercado ainda tem muito para entregar, só para empatar o jogo. Imagina se virar!

Outro cálculo pode ser feito usando o valor de mercado das empresas brasileiras corrigido pelo IGP-DI* e que inclui muito mais companhias do que apenas as cerca de 60 do Índice Bovespa. Nesse caso, o pico do mercado de ações brasileiro ocorreu em 31 de outubro de 2007, com R$ 4 trilhões, para os atuais R$ 3,130 trilhões. Ainda haveria, assim, espaço de alta de 28% para as empresas da Bovespa atingirem seu valor máximo corrigido.

Nada disso, porém, significa que o índice vai voltar para esses níveis recordes, registrados durante a Bolha do Subprime, que explodiu em setembro de 2008 e quase devastou o mercado financeiro americano e mundial. Mas os números servem para mostrar como o mercado brasileiro ficou parado nos últimos anos, em meio a políticas intervencionistas na economia que prejudicaram empresas estatais e setores inteiros como os de petróleo, açúcar e álcool e elétrico, importantes na bolsa. E que alguma recuperação para perto desses níveis é possível.

Já ouço, 90, 100, 200 mil pontos? Quando? Muita calma nesta hora! Nem tanto ao céu, nem tanto a terra. Vamos por casas!

Como eu disse no relatório anterior o show principal está marcado para o dia 24! Meu feeling pessoal!?

Vão passar o pé em cima da bola! Sabe aquela coisa de…dá pra ficar meio corpo pra dentro, meio corpo pra fora!? Espero estar errado!

Roberto Ferreira/Victor Peixoto – R&F Partners Investment Solutions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *