Consultoria de Investimentos

Papo de Mercado: Previdência Hardcode.

Concessões de crédito livre têm nova alta em dezembro

  • O Banco Central divulgou hoje as informações de crédito referentes ao mês de dezembro. A média diária das concessões de crédito livre aumentou 3,7% em termos reais e com ajuste sazonal frente ao mês anterior.
  • Na mesma comparação, as concessões de crédito direcionado avançaram 4,8%. A taxa de inadimplência do sistema, com ajuste sazonal, ficou praticamente estável em 3,0%. A taxa de juros e o spread médio do sistema apresentaram recuo.

Déficit primário de R$ 108 bilhões (1,6% do PIB) em 2018

  • O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 108 bilhões em 2018 (-1,6% do PIB), melhor que a meta estabelecida para o ano de déficit de R$ 161 bilhões (-2,4% do PIB) e próximo ao resultado de 2017 de R$ 111 bilhões (-1,7% do PIB).
  • O governo central registrou déficit de R$ 120 bilhões (-1,8% do PIB), frente a uma meta de R$ 159 bilhões (-2,3% do PIB), enquanto os governos regionais e as estatais registraram superávits de R$ 3,5 bilhões e R$ 4,4 bilhões, frente metas de superávit de R$ 1,2 bilhão e déficit de R$ 3,5 bilhões, respectivamente. Em dezembro, o setor público teve déficit primário de R$ 41,1 bilhões (esperado: R$ 37,7 bilhões) e o governo central de R$ 31,8 bilhões (esperado: R$ 31,6 bilhões).
  • A dívida bruta do governo geral aumentou de 74,1% do PIB em 2017 para 76,7% do PIB em 2018, enquanto a dívida líquida do setor público alcançou 53,8%, frente 51,6% do PIB no ano anterior. O déficit nominal recuou de 7,8% do PIB em 2017 para 7,1%, refletindo menores despesas de juros.  Um cenário fiscal favorável é estritamente dependente da aprovação de reformas, como a da Previdência, que sinalizem o retorno gradual a superávits primários compatíveis com a estabilização estrutural da dívida pública.

Desemprego sobe no 4T18

  • Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), a taxa de desemprego nacional permaneceu em 11,6% no trimestre concluído em dezembro em relação ao trimestre findo no mês anterior. O resultado veio acima das nossas projeções e da mediana das expectativas (ambos 11,4%).
  • Usando nosso ajuste sazonal, o desemprego subiu 0,23 p.p. para 12,2% no 4T18. Junto com a queda das medidas de uso de capacidade instalada, o resultado sinaliza que o hiato do PIB voltou a abrir no trimestre.
  • A massa salarial real desacelerou de 2,2% para 1,7% de alta na comparação anual, influenciada pelo ritmo mais fraco de aumento na população ocupada.

Uma Ação Para Comprar Essa Semana. Saiba Qual! www.rfpartners.com.br

O retorno bruto da carteira R&F Partners acumulou 5,17% (somado as operações do Trade Cash + proventos sobre dividendos) no acumulado de 2018 (fechamento 06/02/2019), comparado ao retorno de 4,72% para o Ibovespa no mesmo período. Isso equivale a dizer que a carteira R&F Partners, concentrada em poucas ações, apresentou retorno 0,45% superior ao seu principal índice de referência.

Trade Cash todas as semanas com recomendações de operações day trade, swing trade, futuros e derivativos!

ATENÇÃO ÀS RECOMENDAÇÕES DE CURTO PRAZO DO TRADE CASH!

www.rfpartners.com.br

contato@rfpartners.com.br

Telefone (11) 3253 2997

WhatsApp (11) 9 6098 7550

R&F Partners Investment Solutions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *