Consultoria de Investimentos

Papo de Mercado: Mercado Tem Apetite Por Centrão.

 


Déficit comercial menor do que o esperado em janeiro

  • O saldo comercial foi negativo em US$ 1,1 bilhão em janeiro, melhor que a nossa expectativa (US$ -2,5 bi) e do consenso de mercado (US$ -2,1 bi). A surpresa em relação à nossa projeção veio tanto no aumento das exportações quanto da queda das importações no final do mês.

    • Exportações e importações totalizaram US$ 14,8 bi e US$ 15,9 bi no mês, respectivamente, resultando em um déficit menor que o registrado em janeiro de 2020 (US$ 1,7 bi). Vale notar que o resultado, assim como em dezembro, foi impactado por importações de plataformas de petróleo no valor de US$ 2 bilhões. Excluindo essas operações, o saldo teria sido positivo .

    • A média móvel trimestral dessazonalizada e anualizada do saldo comercial recuou de US$ 35 bilhões em dezembro para US$ 19 bilhões. O resultado fraco se deve aos US$ 6,8 bilhões de importações de plataformas de petróleo acumulados nos últimos dois meses. Excluindo essas operações, a média móvel trimestral dessazonalizada e anualizada do saldo caiu para US$ 46 bilhões (ante US$ 54 bi em dezembro).

    • Os dados dos últimos meses mostram um resultado comercial mais fraco do que o observado ao longo de 2020. Por um lado, parece haver alguma normalização das importações, que passaram boa parte do ano passado em patamar substancialmente deprimido, em função da forte contração econômica e do câmbio mais depreciado. Por outro, as exportações ainda não começaram a subir, mesmo com a alta forte recente das commodities. Tal comportamento é esperado, uma vez que existe uma defasagem média de 2 a 3 meses entre os preços globais de commodities e os preços de exportação, de tal forma que devemos começar a ver um aumento do valor exportado nos próximos meses.

    • Para 2021, projetamos superávit comercial elevado (US$ 77 bilhões), com alta de importações e de exportações.

Déficit primário de R$ 703 bilhões em 2020 (9,5% do PIB)

  • O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 703 bilhões em 2020 (9,5% do PIB), refletindo a contração da atividade econômica e as medidas tomadas para suavizar os impactos do coronavírus, que tiveram impacto de R$ 551 bilhões (7,4% do PIB) no resultado primário, de acordo com nossas estimativas. O governo central registrou déficit de R$ 745 bilhões (10,1% do PIB), estados e municípios tiveram superávit de R$ 39 bilhões (0,5% do PIB) e, estatais, superávit de R$ 3,6 bilhões (0,05% do PIB). Em dezembro, o primário consolidado registrou déficit de R$ 51,8

 

bilhões, melhor que a nossa projeção (déficit de R$ 73 bilhões), em razão de menores gastos que o esperado.

• A dívida bruta do governo geral terminou 2020 em 89,3% do PIB, ante 74,3% do PIB em 2019. A dívida líquida atingiu 63,0% no mesmo período, de 54,6% do PIB no ano anterior. O déficit nominal, excluindo swaps, foi de 13,2% do PIB, ante 5,7% do PIB em 2019. Em particular, as despesas com juros tiveram o menor patamar da série histórica (3,7% do PIB), o que só será sustentável se for mantida a perspectiva de retorno ao ajuste fiscal em 2021. Assim, dado o elevado patamar da dívida pública, nesse ano, é fundamental o retorno ao teto de gastos e que não sejam criadas despesas permanentes ou emergenciais sem compensações.

O retorno bruto da carteira R&F Partners acumulou 2,66% (somado as operações do Trade Cash + proventos sobre dividendos) no acumulado de 2021 (fechamento 04/02/2021), comparado ao retorno de 0,00% para o Ibovespa no mesmo período. Isso equivale a dizer que a carteira R&F Partners, concentrada em poucas ações, apresentou retorno 2,66% superior ao seu principal índice de referência.

Trade Cash todas as semanas com recomendações de operações day trade, swing trade, futuros e derivativos!

ATENÇÃO ÀS RECOMENDAÇÕES DE CURTO PRAZO DO TRADE CASH!

Estamos à disposição pelos nossos canais de atendimento.

contato@rfpartners.com.br 

www.rfpartners.com.br

3253 2997 (Telefone) – 9 6098-7550 (Celular/Whatsapp)

R&F Partners Investment Solutions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *