Consultoria de Investimentos

Papo de Mercado: Já Não Somos Os Mesmos

A principal mensagem da minuta do Copom é que, uma redução moderada adicional da taxa de juros é apropriada para a reunião de maio.

A principal mensagem da minuta do Copom é que, um03/28/2018a redução moderada adicional da taxa de juros é apropriada para a reunião de maio, mas o processo de flexibilização monetária será interrompido depois disto, a menos que se observe uma continuidade das surpresas para baixo nos indicadores de inflação e/ou atividade econômica no Brasil.

Como de costume, o Copom não fechou as portas para cenários alternativos. Portanto, olhando à frente, será necessário monitorar os dados de alta frequência de inflação e atividade no Brasil, assim como o impacto de tais dados nas expectativas e no cenário prospectivo.

Uma vez que não esperamos, neste momento, mudanças significativas no cenário, mantemos a visão de que 6,25% ao ano será o nível final da taxa Selic neste ciclo – e projetamos que taxa de juros seja reduzida para este nível na próxima reunião de maio, permanecendo neste patamar até pelo menos o final de ano.
Atualização da conjuntura e cenário-base

 

De acordo com o Copom, o conjunto de dados econômicos divulgados desde a última reunião de política monetária continua a mostrar uma recuperação “consistente” da atividade econômica. No entanto a economia segue operando com alto nível de ociosidade dos fatores de produção, refletido nos baixos índices de utilização da capacidade da indústria e, principalmente, na taxa de desemprego.

O cenário externo ainda é considerado favorável, com a atividade econômica continuando a se recuperar globalmente e ajudando a manter, até o momento, o apetite ao risco em relação a economias emergentes.

O cenário básico de inflação evoluiu de forma mais benigna que o esperado nesse início de ano e o comportamento da inflação permanece favorável, com diversas medidas de inflação subjacente em níveis baixos, inclusive os componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária.

Estamos retirando RAIL3 da carteira da casa! Recomendamos a venda de RAIL3! (Lucro 4%).

R&F Partners Investment Solutions

O retorno bruto da carteira R&F Partners acumulou 31.29% (somado as operações do Trade Cash + proventos sobre dividendos) no acumulado de 2018 (fechamento 28/03/2018), comparado ao retorno de 9.90% para o Ibovespa no mesmo período. Isso equivale a dizer que a carteira R&F Partners, concentrada em poucas ações, apresentou retorno % superior ao seu principal índice de referência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *