Consultoria de Investimentos

Papo de Mercado: Médias Nas Métricas.


Importações em alta

  • O saldo comercial foi positivo em US$ 3,7 bilhões em novembro, abaixo da nossa expectativa (superávit de US$ 4,0 bi) e do consenso de mercado (US$ 4,3 bi).
  • O superávit é resultado de US$ 17,5 bi de exportações e de US$ 13,8 bi de importações no mês, com saldo praticamente estável em relação ao superávit de US$ 3,6 bilhões registrado no mesmo mês do ano anterior. A média móvel trimestral dessazonalizada e anualizada do saldo comercial recuou de US$ 73 bilhões em outubro para US$ 64 bilhões, mas ainda segue em patamar bastante elevado.
  • Os dados do último mês começam a mostrar alguma normalização das importações, que se encontravam em patamar substancialmente abaixo dos níveis pré-crise, em função da forte contração econômica e do câmbio mais depreciado.

Superávit primário de R$ 3,0 bilhões em outubro

  • O setor público consolidado registrou superávit primário de R$ 3,0 bilhões em outubro, melhor que a nossa projeção (déficit de R$ 3,2 bilhões) e o consenso de mercado (déficit de R$ 6,4 bilhões). O governo central registrou déficit de R$ 3,6 bilhões pela metodologia do Tesouro Nacional (a partir da diferença entre receitas e despesas), melhor que nossa expectativa de R$ 9,7 bilhões. Excluindo as medidas de receitas e despesas para combater a crise do coronavírus, haveria superávit primário de R$ 11,6 bilhões. Governos regionais registraram superávit de R$ 5,2 bilhões (esperado: resultado zerado), enquanto as empresas estatais registraram superávit de R$ 1,0 bilhão. No acumulado em 12 meses, o déficit primário consolidado ficou estável em 9,1% do PIB.
  • A dívida bruta do governo geral subiu de 90,5% para 90,7% do PIB em outubro, e a dívida líquida recuou de 61,4% para 61,2% do PIB. No acumulado em 12 meses, o déficit nominal, excluindo swaps, ficou estável em 12,9% do PIB.
  • A contração da atividade econômica e as medidas tomadas para suavizar o impacto da crise do coronavírus contribuem para uma forte piora nos resultados fiscais de 2020, mas é fundamental que não sejam criadas despesas permanentes sem compensações, de modo que o ajuste fiscal gradual retomado de 2021 em diante.

Taxa de desemprego alcança 14,8%

  • A taxa de desemprego atingiu 14,6% no trimestre encerrado em setembro (Itaú: 14,7%; mediana do mercado: 14,8%).

    • Com ajuste sazonal (nossa estimativa), a taxa de desemprego aumentou para 14,8%, de 14,7% no mês anterior.

    • Na nossa visão, o emprego e a taxa de participação (ambos ainda em patamares baixos) continuarão se recuperando à frente – em linha com a retomada em curso da atividade econômica – e a taxa de desemprego ainda deverá subir ligeiramente e se estabilizar em patamar historicamente elevado durante 2021 (nossa estimativa atual: 15,3%, com ajuste sazonal).

O retorno bruto da carteira R&F Partners acumulou +9,86% (somado as operações do Trade Cash + proventos sobre dividendos) no acumulado de 2020 (fechamento 02/12/2020), comparado ao retorno de -3,48% para o Ibovespa no mesmo período. Isso equivale a dizer que a carteira R&F Partners, concentrada em poucas ações, apresentou retorno +13,34% superior ao seu principal índice de referência.

Trade Cash todas as semanas com recomendações de operações day trade, swing trade, futuros e derivativos!

ATENÇÃO ÀS RECOMENDAÇÕES DE CURTO PRAZO DO TRADE CASH!

Estamos à disposição pelos nossos canais de atendimento.

contato@rfpartners.com.br 

www.rfpartners.com.br

3253 2997 (Telefone) – 9 6098-7550 (Celular/Whatsapp)

R&F Partners Investment Solutions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *